Toda mudança é boa


"Toda mudança é boa", me disseram.
Mas como acreditar, quando se é apegado a rotina? Não no sentido de que tudo deve ser sempre o mesmo, mas sim de ser do jeito como deve ser. Ou como a inércia ou o tédio impeçam que mudem, e enquanto estiver sem problemas, sem problemas.
Há várias mudanças boas que poderiam ser citadas com facilidade: ser promovido no trabalho, passar no vestibular, ganhar na loteria. Perderia horas citando se preciso fosse. Mas dizer que toda mudança é boa, não seria uma generalização apelativa? Pois algo que se vai, a primeira vista, não é bom.

Mas, sejamos francos, quem disse que são coisas ruins? Em casos isolados, certamente, porém no contexto, a figura muda. As vezes é preciso deixar que algo se vá (mesmo sem nosso consentimento) para outro melhorar.
O que eu quero dizer é para olharmos além de onde os olhos alcançam: o que vem depois de algo aparentemente ruim fará com que isso valha a pena. Não exatamente a pena, mas você certamente sabe como são os sacrifícios. Não culpe o destino, apenas sinta como ele.
Ah sim, toda mudança é boa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Marcas Indeléveis - 2014. Todos os direitos reservados.
Criado por: Andréa Bistafa.
http://i.imgur.com/wVdPkwY.png